Guarda dos Filhos: veja as 10 perguntas mais frequentes

Neste artigo trazemos as perguntas mais frequentes sobre a Guarda dos Filhos, abordando questões cruciais e oferecendo orientações claras. Bem como apoio para pais e mães que enfrentam o desafio de reajustar a vida familiar   

O momento do divórcio envolve diversas questões delicadas e complexas, ainda mais quando o casal possui filhos. Desse modo, as preocupações relacionadas à guarda dos filhos emergem como um ponto central, despertando diversas dúvidas e incertezas. 

Assim, neste artigo, exploraremos as 10 principais perguntas que frequentemente surgem quando o tema é a guarda dos filhos. Das modalidades de guarda à definição de responsabilidades parentais, buscamos esclarecer os pontos cruciais que envolvem essa questão delicada. 

Portanto, vamos oferecer orientações valiosas para aqueles que buscam compreender e enfrentar os direitos e deveres para garantir o bem-estar na vida dos filhos em meio a um cenário de reorganização familiar.

Caso já tenha conhecimento sobre o assunto, ganhe tempo e solicite atendimento de um especialista para criar ou ajustar uma estratégia para seu caso. Clique aqui: https://forms.gle/A7nkJRzGMK27k1V46

O que é a Guarda de Filhos?

A guarda dos filhos se refere à responsabilidade de cuidar, educar e tomar decisões importantes sobre a vida das crianças após a separação ou divórcio dos pais. Dessa forma, existem diferentes tipos de guarda, e seu objetivo é garantir o bem-estar e o desenvolvimento saudável das crianças, considerando fatores como a proximidade emocional, a estabilidade e a capacidade de cada pai em proporcionar um ambiente seguro e acolhedor. 

Geralmente, a decisão sobre a guarda é tomada com base no melhor interesse das crianças. Por esse motivo, quando pais com filhos se divorciam, o divórcio só poderá ocorrer na esfera judicial, pois o juiz precisa mediar a decisão, priorizando o bem-estar das crianças.

Quais os tipos de Guarda?

O casamento acabou, mas a responsabilidade dos pais continua. Diante disso, o juiz, juntamente com as partes, vai decidir qual o tipo de guarda que melhor favorece os filhos e melhor se enquadra na realidade dos pais. 

Sendo assim, as guardas podem ser definidas em:

Na Guarda Compartilhada é necessário pagar a Pensão Alimentícia?

Sim! Na guarda compartilhada, ainda é possível haver a obrigação de pagamento de pensão alimentícia. Ademais, a guarda compartilhada refere-se à responsabilidade conjunta dos pais na criação e na tomada de decisões sobre os filhos, mas não elimina a possibilidade de um dos pais contribuir financeiramente para o sustento das crianças.

Portanto, é importante destacar que a pensão alimentícia não está automaticamente vinculada ao tipo de guarda, mas sim às necessidades das crianças e às condições financeiras dos pais, independentemente do arranjo de guarda estabelecido. 

Como é definida a guarda dos filhos em caso de separação ou divórcio?

A guarda dos filhos será definida na via judicial, perante o juiz. Os pais tentarão chegar a um acordo que a autoridade judiciária homologará.

Se os pais não conseguirem chegar a um consenso, o juiz irá decidir a guarda mais favorável à criança, que, geralmente, é a opção pela guarda compartilhada.

A Guarda dos Filhos pode ser revista?

Sim, a guarda dos filhos pode ser revisada em determinadas circunstâncias, especialmente se houver mudanças significativas nas condições ou situações que afetem o bem-estar das crianças. 

Geralmente, para iniciar o processo de revisão da guarda, é necessário demonstrar ao tribunal que houve mudanças substanciais que justifiquem a revisão. Os tribunais avaliam cada caso com base no melhor interesse das crianças.

O Filho pode escolher com quem morar?

A capacidade do filho de escolher com qual dos pais deseja morar pode variar de acordo com a legislação local e as circunstâncias específicas do caso. Desse modo, todo filho tem direito a ser ouvido durante o processo, mas isso não necessariamente significa que sua opinião ditará a guarda. 

Assim, com base no melhor interesse da criança, o tribunal toma a decisão final sobre a guarda, avaliando diversos fatores, incluindo a estabilidade emocional e financeira dos pais, a proximidade com a escola e a comunidade, e a capacidade de fornecer um ambiente seguro, entre outros.

Perdi a Guarda do meu filho, ainda tenho direito à visita?

Sim! Em muitos casos, mesmo que você perca a guarda do seu filho, você ainda pode ter o direito à visitação, desde que essas visitas sejam consideradas no melhor interesse da criança. A perda da guarda não necessariamente implica a exclusão completa do contato entre o genitor não guardião e a criança.

Em que situação a guarda pode ser concedida a terceiros, como avós ou outros familiares?

Em situações específicas e mediante decisão judicial, a guarda de uma criança pode ser concedida a terceiros. Dentre as principais razões para isso estão:

O tribunal realiza avaliações cuidadosas e, com base no melhor interesse da criança, geralmente toma a decisão sobre se a concessão da guarda a terceiros é apropriada e benéfica para o desenvolvimento e o bem-estar da criança.

O que acontece se um dos pais descumprir o acordo de guarda estabelecido?

O não cumprimento do acordo de guarda pode gerar consequências legais. Se um dos pais descumprir o acordo, o outro pode entrar com uma ação para que a justiça notifique o genitor infrator ou até mesmo aplique penalidades legais.

 Nesse caso, o tribunal pode, por exemplo, solicitar guarda supervisionada ou modificar o acordo de guarda. É fundamental documentar todas as violações do acordo e manter registros claros dos incidentes.

Preciso de Advogado para me auxiliar com a Guarda de Filhos?

É altamente recomendável buscar a orientação e assistência de um advogado especializado em Direito de Família. Assim, um advogado pode ser essencial para envolver as complexidades legais das questões de guarda, proteger seus direitos e orientá-lo adequadamente durante o processo.

Além disso, o advogado vai te direcionar da melhor maneira, vai garantir segurança jurídica, evitar erros legais e proteger seus interesses e dos seus filhos.

Um recado final para você!

Sabemos que entender as nuances da guarda dos filhos pode parecer complicado. Mas você não precisa passar por isso sozinha(o).

Assim, entre em contato com nosso especialista agora mesmo pelo WhatsApp e tire todas as suas dúvidas sobre esse e demais assuntos.

Por mais de uma década, nosso escritório tem se destacado na prestação de serviços jurídicos variados. Contamos com uma equipe dedicada e especializada em diversas áreas.

Desse modo, acreditamos que o verdadeiro sucesso está em estabelecer conexões genuínas com nossos clientes, tornando o processo jurídico acessível e descomplicado.

Estamos aqui para transformar sua experiência jurídica e construir um futuro mais seguro juntos.

VLV Advogados: Protegendo Seus Direitos, Garantindo Recomeços. Fale agora com nosso especialista. Clique AQUI 

________________

Artigo de caráter meramente informativo e escrito pelo escritório Valença, Lopes e Vasconcelos Advocacia Cível e Criminal inscrita no CNPJ nº 31.176.249/0001-86 e Registro OAB: 3996/BA

5/5 - (1 vote)
  • vlvadvogados

    👨🏻‍💻 Atuamos em conflitos de #família e questões #criminais;
    👩🏻‍💼 O atendimento mais humanizado do país;
    💙 Somos humanos, somos VLV.

Olá, tudo bom?
Fale conosco no WhatsApp! Rápido e seguro.
Fale Conosco