Audiência de Conciliação: O que é e como funciona (Novo CPC)

Você sabia que a Audiência de Conciliação é um método utilizado pela justiça brasileira para resolver algum conflito de interesses entre as partes de um processo?

audiencia de conciliacao

Saiba como funciona a Audiência de Conciliação!

A audiência de conciliação é, normalmente, o primeiro ato do processo no qual as partes se encontram na justiça. Assim, seu objetivo é fazer com que as partes cheguem a um acordo quanto às divergências.

Além disso, ela ocorre no início do processo. Ou seja, a audiência de conciliação é, comumente, o primeiro ato no qual as partes se encontrarão na justiça, uma vez que trata-se de um ato realizado dentro do processo.

Se você quiser economizar tempo e deseja resolver seu caso rapidamente, peça a ajuda de nossos especialistas para criar ou ajustar uma estratégia! Clique aqui: https://forms.gle/A7nkJRzGMK27k1V46

O que é a Audiência de Conciliação?

Mas o que significa audiência de conciliação? A audiência de conciliação é um meio de resolução de conflitos no qual você pode tentar chegar a um consenso quanto ao seu problema com a outra parte do processo.

Ela é considerada uma ação mais “informal”, pois não conta com a presença de um juiz.

Nesse sentido, durante a sessão de conciliação, só estarão você, a outra parte, o(a) conciliador(a) e os advogados ou defensores públicos. Tudo isso para que você se sinta confortável para resolver a questão de forma pacífica.

Como funciona a audiência de conciliação?

Você pode estar se perguntando: como é a audiência de conciliação? Ela é um meio alternativo de resolução de conflitos e é realizada após designação feita pelo juiz e citação do réu/executado.

VLV Advogados - Sede Administrativa
4.9
Based on 1518 reviews
powered by Google
Fran SyllvaFran Syllva
11:15 18 Jun 24
js_loader

O réu é notificado sobre a existência do processo e convocado para integrar sua execução, ou seja, para comparecer à audiência de conciliação.

Ela pode ocorrer de maneira presencial ou online.

Nos casos de audiências de forma presencial, elas ocorrem em uma sala específica no fórum ou tribunal em que o processo está sendo conduzido. Lá, as partes, seus respectivos advogados e o conciliador (ou conciliadora) estão presentes fisicamente.

A intenção dessas audiências é de resolver o conflito de maneira pacífica. Ou seja, por meio de um diálogo mediado entre as partes.

Elas também podem ocorrer de maneira online. Isto é, podem ocorrer em um ambiente virtual, como em videoconferência, contando com a participação das partes, de seus advogados, de testemunhas e dos servidores da Justiça de qualquer localidade, desde que tenham acesso à internet.

Quando fazer audiência de conciliação?

A audiência de conciliação é aplicada aos mais diversos casos jurídicos. Por exemplo:

Sendo assim, seu principal objetivo é acelerar o trâmite de alguns processos que poderiam correr durante meses na justiça comum. Portanto, qualquer pessoa pode solicitá-la.

Assim, basta comparecer ao fórum da cidade e explicar o que está acontecendo, para que, em seguida, a Justiça convide a outra parte para a conciliação.

Quantas horas dura uma audiência de conciliação?

O tempo de duração de uma audiência conciliatória, geralmente, é bem curto e nem chegam a durar horas.

As audiências de conciliação duram, em média, 20 a 30 minutos, tanto para os casos que já foram ajuizados, quanto para aqueles que ainda não estão tramitando na Justiça.

Como acontece o acordo na audiência de conciliação?

Então, para ocorrer a audiência, é necessário que a parte reclamante já tenha dado entrada no processo por meio da petição inicial.

Mas, suponhamos que a parte contrária desista de dar continuidade à ação ou vocês entrem em acordo, nesse caso, o processo nem chega a prosseguir.

Alguns pontos devem ser considerados quanto à conciliação. São eles:

É preciso solicitar à justiça para que ela preste o serviço. Portanto, sem o ato de chamar a atenção da justiça, ela se manterá inerte, uma vez que, mesmo que caiba apenas a ela conduzir o processo, cabe ao interessado mover a ação.

Existe uma sequência de atos que definem o procedimento. No processo civil, por exemplo, a via comum segue os seguintes passos: petição inicial; citação; audiência de conciliação; acordo ou prosseguimento da instrução e julgamento, caso não haja acordo.

O que foi alterado ou incluído no Novo CPC?

A principal mudança sobre a conciliação com a Lei nº 13.140/2015 é em relação ao momento em que é designada: no procedimento ordinário do Código de Processo Civil de 1973, que foi revogado totalmente pelo Novo CPC, a audiência preliminar ocorria após a apresentação da contestação. 

A audiência de conciliação, de acordo com a nova Lei, é realizada antes da data de início do prazo estipulado para apresentar a contestação, com a possibilidade de haver mais de uma sessão.

É obrigatório estar presente na audiência de conciliação?

A presença na audiência de conciliação é facultativa, segundo a Lei nº 13.140/2015 (Novo CPC), conhecida como Lei de Mediação. No entanto, para alguns tribunais, e em se tratando de algumas ações judiciais como questões relacionadas ao direito das famílias, o comparecimento à audiência de conciliação pode ser, sim, obrigatório. 

Em casos de ausência do autor, haverá extinção do feito e o pagamento das custas processuais (despesas com o processo). 

Em 2021, o STJ reconheceu como ilegal a multa que era aplicada à parte representada por advogado que não comparecia à audiência e que categorizava a conduta como reprovável por ser um “ato atentatório à dignidade da justiça”.

Quais as vantagens da audiência de conciliação?

A maior vantagem da audiência de conciliação é que você conseguirá resolver seu problema de maneira bem mais rápida do que em um processo judicial.

VLV Advogados - Sede Administrativa
4.9
Based on 1518 reviews
powered by Google
Fran SyllvaFran Syllva
11:15 18 Jun 24
js_loader

Isso ocorre porque a audiência de conciliação não precisa seguir os ritos processuais ou cumprir os prazos dos processos judiciais.

Além disso, a decisão, provavelmente, beneficiará ambas as partes, uma vez que vocês tentam chegar a um acordo. Ou seja, é muito mais provável que você fique satisfeito com a decisão.

Qual a diferença entre conciliação e mediação?

A principal diferença entre esses dois meios alternativos de resolução de conflitos está nas figuras dos mediadores e conciliadores. De acordo com o Novo Código de Processo Civil, a Lei nº 13.140/2015:

“Art. 165. […]
§ 2º O conciliador, que atuará preferencialmente nos casos em que não houver vínculo anterior entre as partes, poderá sugerir soluções para o litígio, sendo vedada a utilização de qualquer tipo de constrangimento ou intimidação para que as partes conciliem.

Tenho que contratar advogado para Audiência de Conciliação?

Advogado especialista em Audiencia de Conciliacao

Saiba como contratar um Advogado especialista em Audiência de Conciliação!

Para participar de uma conciliação, a parte não necessita obrigatoriamente estar acompanhada de advogado, mas, se uma das partes estiver acompanhada de um representante, seja ele um advogado ou um defensor público, a outra parte também precisará estar.

Só será necessário contratar um advogado quando o valor da causa superar 20 (vinte) salários mínimos.

A presença de um advogado, principalmente de um que seja especialista da área de atuação do seu caso específico, contribui para a proteção dos seus interesses e para garantir a segurança jurídica. Além disso, o advogado vai garantir que os termos do acordo realizado na conciliação sejam, de fato, justos.

Um recado importante para você!

Entendemos que o tema da Audiência de Conciliação pode parecer complicado. Mas você não precisa enfrentar isso sozinho(a).

Entre em contato com nossa equipe agora mesmo pelo WhatsApp e tire todas as suas dúvidas sobre seu caso e demais assuntos.

Nossos profissionais acreditam que o verdadeiro sucesso está em estabelecer conexões genuínas com nossos clientes, tornando o processo jurídico acessível e descomplicado.

Estamos aqui para transformar sua experiência jurídica e construir um futuro mais seguro juntos.

VLV Advogados: Protegendo Seus Direitos, Garantindo Recomeços.

______________________________________

Artigo escrito por especialistas do escritório Valença, Lopes e Vasconcelos Advocacia. Atuação na área Cível, Criminal, Previdenciário e de Família | VLV Advogados | CNPJ nº 31.176.249/0001-86 | Registro OAB: 3996/BA.

5/5 - (9 votes)

Autor

  • VLV Advogados

    • Advogados Especialistas em Diversas áreas do Direito;
    • Mais de 10 anos de atuação e mais de 5 mil cidades atendidas;
    • Atendimento humanizado e ágil de forma online e presencial;
    • Somos humanos, somos VLV.

    View all posts
Olá, tudo bom?
Fale conosco no WhatsApp! Rápido e seguro.
Fale Conosco