Homicídio Culposo: o que fazer em caso de acusação?

Entenda, aqui, o que é o homicídio culposo, qual sua diferença para a modalidade dolosa, bem como quais os seus direitos caso seja acusado deste crime!

O homicídio culposo é aquele no qual uma pessoa mata a outra sem, entretanto, ter a intenção de fazê-lo. Além disso, este homicídio acontece porque há negligência, imperícia ou imprudência. Desse modo, a pessoa comete um erro evitável que leva à morte de outrem.

O crime de homicídio divide-se em várias categorias, dentre elas há o homicídio culposo, por exemplo.

Então, esta espécie de crime se distingue, especialmente, do homicídio doloso tanto por suas circunstâncias quanto nas intenções.

Assim, no homicídio culposo, não há a intenção de matar. No homicídio doloso, por outro lado, há a intenção de matar ou a pessoa assume o risco de fazê-lo.

Ganhe tempo e solicite atendimento de um especialista para criar ou ajustar uma estratégia para seu caso. Clique aqui: https://forms.gle/GmG5qjiVa2tpoejf7

O que é o homicídio culposo?

O homicídio culposo é aquele que ocorre sem a intenção de matar. Ou seja, em nenhum momento, você desejava que alguém morresse ou possuía esse objetivo.

No entanto, como agiu de maneira imprudente, negligente ou sem perícia, por exemplo, este foi o resultado de suas ações.

Assim, mesmo que não houvesse o objetivo de matar alguém, você possui culpa no crime, já que o erro poderia ter sido evitado.

Além disso, abaixo, explicamos a diferença entre estes três conceitos que ajudam a definir o que é o homicídio culposo:

Imprudência

A imprudência é a realização de um ato perigoso, por exemplo, manusear uma arma de fogo carregada em um local com muitas pessoas.

Então, neste caso, sabe-se que a arma pode disparar, mesmo que acidentalmente, e atingir outra pessoa.

Negligência

Já a negligência, por outro lado, é o ato de deixar de fazer algo que a cautela recomenda.

Por exemplo, deixar a arma de fogo carregada em um local visível, no qual outras pessoas possam ter acesso a ela, manuseá-la e disparar tiros sem querer.

Por isso, neste caso, a situação pode ser caracterizada como homicídio culposo.

Imperícia

A imperícia é o ato de realizar uma atividade para qual não se possui conhecimento ou domínio técnico.

Por exemplo, você não sabe dirigir, mas decide fazê-lo e acaba se envolvendo em um acidente.

Qual a diferença entre crime culposo e crime doloso?

Como já foi dito, o crime culposo acontece sem que a pessoa tenha a intenção de realizá-lo. Por sua vez, no crime doloso, existe a intenção de praticar a ação.

Ou seja, se um homicídio for culposo, você não tinha a intenção de matar outra pessoa.

No entanto, se o homicídio for doloso, você possuía a intenção de matar uma pessoa quando praticou determinada ação.

Além disso, as penas para os dois tipos de crime podem variar, sendo que, normalmente, a pena para o homicídio culposo é mais branda do que para sua modalidade dolosa.

Qual a pena para o homicídio culposo?

A pena para o homicídio culposo pode variar de 1 a 3 anos de prisão.

Além disso, você pode cumpri-la em regime aberto, se não for reincidente.

No entanto, a pena poderá aumentar em ⅓,  nos seguintes casos:

O que acontece quando o homicídio ocorre no trânsito?

Então, apesar de o Código Penal versar sobre o crime de homicídio culposo, quando ele ocorre devido a uma ação envolvendo um veículo automotor, é regido pelo Código de Trânsito Brasileiro.

Portanto, nesses casos, a pena para o homicídio culposo será de detenção de dois a quatro anos, bem como a suspensão ou proibição da obtenção de permissão ou habilitação para dirigir.

Além disso, a pena pode ser aumentada de ⅓ a metade se a pessoa:

O que é o perdão judicial?

Então, em alguns casos, o homicídio culposo atinge a pessoa que o cometeu de maneira tão grave que as consequências penais, como a prisão, se tornam desnecessárias.

Assim, nesses casos, é aplicada a Súmula 18 do Supremo Tribunal de Justiça, que declara a extinção da punição através do perdão judicial.

Entretanto, o perdão judicial só pode ser aplicado quando há um forte abalo físico ou emocional por parte da pessoa que cometeu o crime ou um vínculo afetivo entre a vítima e o agente.

O que fazer em caso de acusação de homicídio culposo?

Então, caso você tenha sido acusado de homicídio culposo, é imprescindível que contrate um advogado especializado em direito penal.

Afinal, ele saberá quais são as medidas a serem tomadas para tentar impedir a sua prisão ou buscar a redução da pena.

Por fim, ainda assim, você tem alguma dúvida sobre esse assunto? Precisa da ajuda de algum advogado? Então, entre em contato conosco e converse com a nossa equipe jurídica especializada em direito criminal.

Clique AQUI para solicitar um atendimento com um(a) especialista para criar a estratégia do próximo passo que você precisa dar no seu caso.

  • 👨🏻‍💻 Atuamos em conflitos de #família e questões #criminais;
    👩🏻‍💼 O atendimento mais humanizado do país;
    💙 Somos humanos, somos VLV.

Fale Conosco
Fale Conosco